Criação em Fluxo: Uma proposição de Construção Poético Cênica, com Giselle Rodrigues

  • Foto:
  • Foto:

Informações

Articular procedimentos práticos por meio de improvisações livres e sensibilização da atenção que abarcam experimentações com a corporalidade e oralidade. Nossa proposta é estimular a investigação e descoberta coletiva de possíveis poéticas por meio de procedimentos intitulados “para nada”, “puxa-empurra- resiste-aceita”, “fluxos”, “senso de oportunidade”, dentre outros, que poderão se desenvolver à partir do interesse de cada participante. Esta proposta é inspirada na pesquisa AISTHESIS desenvolvida por seis artistas de Brasília, na qual a prática buscou superar a dicotomia “processo-obra”, e expandir a noção de acontecimento artístico ao propor o próprio ato do encontro e a percepção das potências criativas do instante, que são mobilizadas em um fluxo de criação, como tempo-espaço de arte. Processo de improvisação, contágio, contaminação e partilha.

O Caminho

  1. DESCOBRINDO MUNDOS, INVENTANDO NO COLETIVO – a experiência do fluxo criativo, sem roteiros, sem temas, sem caminhos definidos à priori, fazer sem querer saber, deixar acontecer. Etapa de improvisações e de descobertas de materiais.
  2. NARRATIVAS QUE EMERGEM – observar o que retorna, repetições, qual o percurso dos materiais que surgem. Aproveito? Jogo fora? Desvio? Transformo? Escamar materiais.
  3. PERGUNTAR-SE – a partir do que emerge observar as narrativas possíveis dos materiais e orientá-las para o que se deseja.
  4. NARRATIVAS EM FLUXO – a composição poética a partir da experiência do fluxo de narrativas. Selecionando materiais. Quando o próprio processo diz por onde ir.

Serviço

21 e 22/02 14h às 17h - 6 horas no total
Participantes: 20
Local: Sala de Dança do CAC - UFPE
Inscrições: inscricaocursosufpe@gmail.com